Brasil

SP: servidores e PMs entram em choque durante votação da reforma da Previdência

Crédito: Reprodução/ YouTube

A tropa de choque da Policia Militar de São Paulo voltou a intervir para evitar a entrada de manifestantes no plenário da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), na sessão desta terça-feira, 3, convocada para a votação do segundo turno da reforma da Previdência paulista.

Por causa das manifestações, a PM revidou com spray de pimenta e disparos não letais os servidores que protestam contra a medida, arremessando objetos. Imagens da GloboNews mostravam que o confronto ainda ocorria às 11h50. A sessão no Plenário da Casa continua ocorrendo, apesar do forte clima de disputa do lado de fora. Mais cedo, os parlamentares aprovaram um requerimento para que a votação da reforma da previdência fosse nominal.

Assista:

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?