Brasil

SP: Polícia apura se alunos envenenaram professora com veneno de barata

Crédito: Reprodução

Uma educadora do ensino fundamental passou mal e precisou ser socorrida na última quinta-feira (13). O caso aconteceu após a professora ter ingerido uma água que supostamente estava com inseticida. A unidade em que a professora dá aula é a Escola Estadual Doutor Aniz Brada, na Zona Sul da capital paulista.

De acordo com apuração do portal G1, a polícia civil investiga se os alunos colocaram veneno de matar baratas dentro da garrafa, pois o recipiente ficou na sala de aula e a professora ingeriu o líquido após o intervalo.

Além da polícia militar, que foi chamada para apurar o ocorrido, o Conselho Tutelar também foi acionado, pois informações iniciais, ainda não confirmadas, dão conta de que dois estudantes, entre 10 e 11 anos, seriam os responsáveis por colocar o veneno na garrafa da educadora.

A mulher passa bem e já foi liberada, ela foi submetida a uma lavagem estomacal. O caso segue sob a tutela da polícia, além dos órgãos competentes, já que o incidente envolve menores de idade.