Geral

SP: Menino de 11 anos é resgatado com sinais de tortura

Crédito: Reprodução/ TV TEM

Um menino de 11 anos foi resgatado na segunda-feira (2) pelo Conselho Tutelar após os vizinhos encontrarem a criança com sinais de tortura e maus-tratos, em Itu (SP). Conforme o órgão, a suspeita é de que ele sofria violência física e psicológica dos pais. As informações são do G1.

De acordo com os vizinhos, o garoto contou que apanhava há cinco anos e era enforcado por fio. O menino disse ainda que já foi atingido por um facão e por água de bateria de carro, o que causou uma falha no cabelo. Segundo a criança, o pai a obrigava a mentir sobre os ferimentos.


O garoto foi resgatado após fugir de casa. Na terça-feira (3), ele passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba (SP). Ele está sob cuidados do Conselho Tutelar. A polícia pediu a prisão dos pais do garoto, que ainda não foram localizados.

Mãe foi presa em 2013

Conforme as investigações, a mãe do menino já havia sido presa em 2013 por suspeita de matar o filho mais novo. A criança tinha um ano e havia dado entrada no hospital em óbito. Aos médicos, a mãe afirmou que o bebê tinha se afogado com leite.

No entanto, segundo o boletim de ocorrência registrado em 14 de julho de 2013, não foi encontrado nenhum tipo de alimento no organismo da criança. A mulher foi presa no mesmo dia. Na época, o pai chegou a dizer que tinha conhecimento de que a mãe maltratava as crianças, porém, nunca denunciou com medo de perder os filhos.

Após o resultado dos exames necroscópicos do bebê, a polícia pediu a prisão preventiva da mãe. O laudo apontava que a criança morreu de hipóxia aguda – insuficiência respiratória.

Entretanto, depois de um mês presa, a mulher acabou sendo liberada, já que não foi possível comprovar como e se os crimes foram cometidos por ela. O caso foi arquivado pela 2ª Vara Criminal de Itu.