Geral

SP: Empresa reduz jornada semanal de trabalho ao estabelecer folga às quartas-feiras

Crédito: Reprodução/EPTV

A empresa NovaHaus, que desenvolve sites e programas comerciais para computadores em Franca, no interior de São Paulo, decidiu reduzir a jornada semanal de trabalho dos seus funcionários ao estabelecer folga às quartas-feiras, além do fim de semana. Segundo a empresa de tecnologia, isso serviu para aumentar a produtividade dos trabalhadores. As informações são do G1.

“O maior objetivo de ter essa folga na semana é proporcionar momentos de cultura, de lazer, de conexão com a família, conexão pessoal, e fazer as pessoas ficarem mais revigoradas para trabalhar melhor nos outros dias que elas precisam trabalhar”, relatou o diretor Leandro Pires.


A empresa, que conta com 40 funcionários, tinha adotado o modelo de home office por causa da pandemia de Covid-19. Quando houve o retorno para o presencial, os proprietários da NovaHaus tiveram a ideia de implementar essa folga extra e negociaram com o sindicato da categoria.

“A gente ficou remoto até fevereiro deste ano e quando a gente retomou ao trabalho presencial, a gente não quis que as pessoas perdessem o tempo que ficavam em casa, com a família, então proporcionamos um dia na semana para que elas pudessem ficar com os familiares”, disse Leandro Pires.

A redução da jornada de trabalho começou em março deste ano e permanecerá em período de teste até novembro. Porém, ao que tudo indica, a folga extra veio para ficar, pois surtiu efeitos positivos na produtividade dos funcionários.

“Tirar essa folga no meio da semana é indescritível, porque você tira um tempo para você. Eu estou me cuidando mais, estou descansando mais, e sinto que a equipe está rendendo mais. Vale a pena, recomendo para todas as empresas”, relatou a animadora 2D Larissa Hamuy.

“Eu achei (a iniciativa) muito boa. Nesse tempo que eu tenho, eu consigo resolver alguns problemas e também curtir. Com isso eu fico muito feliz e consigo programar melhor. Por enquanto, por exemplo, eu estou fazendo aula de bateria, também estou passeando um pouco mais, tem sido bastante legal”, disse o programador Gustavo da Silva Gomes.

Jornada reduzida, mas salário mantido

A empresa NovaHaus ressaltou que a remuneração original dos funcionários foi mantida mesma com a redução de jornada de trabalho. Inclusive, ela oferece um vale de R$ 400 para ser usado em aplicativos de música, filmes, livrarias, cinemas, teatros e shows.

O advogado especialista em direitos trabalhistas Renato Barufi afirmou que a alteração nos dias semanais trabalhados pode ser feita, desde que a remuneração permaneça a mesma.

“A lei trabalhista coloca um limite máximo de jornada, que é oito horas diárias e 44 horas semanais. Então, se o empregado está recebendo um salário como se trabalhasse oito e 44, mas trabalhando menos, isso é benéfico para o empregado, e tudo que é benéfico para o empregado a lei brasileira vai permitir.”

Ele também ressaltou que, uma vez feita a redução de jornada, não se pode voltar atrás. A única exceção é para empregados que foram contratados por horas de trabalho ou em regime de tempo parcial, que trabalham no máximo 30 horas por semana.

“Se o patrão instituiu essa jornada de apenas quatro dias de trabalho na semana, aqueles empregados que lá estão trabalhando não podem voltar a trabalhar mais de quatro dias e manter o mesmo salário. Se (o patrão) quiser que eles voltem a trabalhar cinco dias, ele precisa aumentar o salário”, concluiu.