Economia

S&P: de 94 notas rebaixadas na América Latina, 24 foram no Brasil

Em meio à crise provocada pelo novo coronavírus, a S&P Global rebaixou 94 notas corporativas este ano na América Latina, sendo 24 no Brasil, informou o gerente de análises corporativa para América Latina da S&P Global Ratings, Luciano Gremone. A declaração foi dada em apresentação feita no evento online “As consequências de 2020 e o que 2021 trará para as classificações corporativas e de infraestrutura da América Latina”, organizado pela agência de classificação de risco.

De acordo com o analista, os “downgrades” mais significativos foram observados nos ratings mais baixos. “Quanto menor o rating, maior a vulnerabilidade”, disse. Gremone observou que houve uma escalada de calotes este ano entre abril e junho, mas que há sinais de estabilização desde então. Em termos de riscos negativos, o analista destacou que estão concentrados no México e na Argentina, enquanto no Brasil estão abaixo da média.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel