Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Por Stephen Culp

NOVA YORK (Reuters) – O índice S&P 500 encerrou uma sessão de vaivém levemente em baixa nesta quarta-feira, conforme se aproxima o fim de um mês negativo, um trimestre difícil e o pior primeiro semestre para o S&P 500 desde o primeiro mandato do ex-presidente norte-americano Richard Nixon.

O índice S&P 500 fechou em queda de 0,07%, a 3.818,83 pontos. O Dow Jones subiu 0,27%, a 31.029,31 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 0,03%, a 11.177,89 pontos.

Os três principais índices de ações dos EUA oscilaram entre os territórios positivo e negativo por grande parte da sessão. O índice de tecnologia Nasdaq se juntou ao S&P 500 e fechou nominalmente em baixa, enquanto o blue-chip Dow Jones registrou um ganho modesto.

“O mercado luta para encontrar uma direção”, disse Megan Horneman, diretora de investimentos da Verdence Capital Advisors em Hunt Valley, Maryland. “Tivemos dados decepcionantes e os mercados aguardam a temporada de balanços, quando teremos mais clareza” em relação aos lucros futuros e à desaceleração econômica.

Faltando um dia para o final do mês e do segundo trimestre, o S&P 500 segue em direção à sua maior queda percentual em um primeiro semestre desde 1970.

O Nasdaq caminha para seu pior desempenho no primeiro semestre, enquanto o Dow Jones parece a caminho de sua maior queda percentual de janeiro a junho desde a crise financeira.

Todos os três índices devem registrar suas respectivas segundas quedas trimestrais consecutivas. A última vez que isso aconteceu foi em 2015.

Dos 11 principais setores do S&P 500, cinco perderam terreno no dia e as ações de energia sofreram a maior queda percentual, enquanto saúde liderou os ganhos.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5S134-BASEIMAGE