ISTOÉ Gente

‘Sou a Vivi Guedes do SBT’, diz Mara Maravilha sobre faturamento com publicidade

Crédito: Reprodução/Instagram

Mara Maravilha foi um grande sucesso na década de 1980 e 1990. Baiana, ela foi uma das apresentadoras infantis do SBT escolhidas a dedo por Silvio Santos. Atualmente, ela integra a equipe do programa Fofocalizando, com Lívia Andrade, Décio Piccinini, Léo Dias e Mamma Bruschetta.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Após participar de um comercial na TV com Xuxa, Angélica e Eliana, que também disputavam audiência infantil na mesma época, Mara diz que os lucros com publicidade no perfil oficial dela no Instagram aumentaram significativamente.

“Dizem que eu sou a Vivi Guedes do SBT”, afirmou a apresentadora ao site Na Telinha, fazendo uma referência ao personagem de Paolla Oliveira na novela A Dona do Pedaço, na TV Globo.

Mara conta que recebe ofertas para participar de comerciais de variados segmentos. “São empresas do setor da moda, casa, bem-estar e saúde, cosméticos e até a Tele Sena, do ‘patrão’, que foi uma enorme satisfação poder fazer o comercial depois de 30 anos, já que fui a primeira artista a gravar publicidade na empresa”, se orgulha.

Veja também

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea