ISTOÉ Gente

Sonia Abrão é inocentada pela Justiça em ação de testemunha de overdose de Rafael Ilha

Crédito: Divulgação

Sonia Abrão fala sobre estado de saúde da mãe: 'Ela está bastante debilitada' (Crédito: Divulgação)


A apresentadora Sonia Abrão foi inocentada em primeira instância no processo por danos morais e materiais aberto na Justiça por Evelyn Aparecida Calixto, antiga amiga do cantor Rafael Ilha, de acordo com informações do ‘Notícias da TV’.

Mais de Rafael Ilha

+ ‘Sei o que aconteceu’, diz Rafael Ilha sobre morte de Gugu Liberato
+ ‘Usei drogas na frente dela’, relembra Rafael Ilha quando namorava Cristiana Oliveira
+ “Virei soldado do tráfico”, relembra Rafael Ilha na TV
+ Tiago Salvático fala sobre um ano da morte de Gugu: “Era minha alma gêmea’

Segundo a reportagem, Evelyn alega não ter autorizado o uso de seu nome e imagem no livro escrito por Sonia Abrão sobre a biografia de Rafael Ilha, mas o juiz Dimitrios Zarvos Varellis, da 11ª Vara Cível do Fórum Central de São Paulo, considerou a ação improcedente.

O ‘Notícias da TV’ informa ainda que, na decisão proferida nessa segunda-feira (28), consta que Evelyn exigia uma indenização de 500 salários mínimos vigentes na época da abertura da ação (R$937,00 em 2017) por danos morais e o e outros 100 salários mínimos por danos materiais, somatória equivalente a R$ 562.200,00, por ter sido citada na obra As Pedras do Meu Caminho, lançada em 2015.

Na biografia, a autora da ação aparece ao lado de Rafael Ilha sofrendo uma overdose.