Agronegócio

Soja/Abiove: corte de tarifa na importação é ‘boa medida’ após ‘ano atípico’

São Paulo, 19/10 – A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) avaliou, em nota, que a redução temporária das tarifas de importação para soja e milho no Brasil, pela Câmara de Comércio Exterior (Camex), é “uma boa medida”, tendo em vista o período de entressafra atual. “Os elevados preços da soja aumentaram os preços dos seus processados, pressionando os custos da indústria de proteína animal, do óleo comestível e do biodiesel”, disse a Abiove. A associação aponta que cerca de 35% da soja brasileira é industrializada no Brasil, produzindo farelo proteico e óleo vegetal.

O Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu na sexta-feira, em reunião extraordinária, a partir de propostas apresentadas pelos ministérios da Agricultura (sobre a soja) e da Economia (sobre o milho) zerar a alíquota do imposto de importação para soja em grão, farelo e óleo e para milho a fim de manter o equilíbrio na oferta desses produtos no mercado doméstico. A suspensão temporária do imposto de importação para soja (grão, farelo e óleo) valerá até 15 de janeiro de 2021. Já em relação ao milho, as importações brasileiras sem taxas poderão ocorrer até 31 de março de 2021.

Ainda de acordo com a Abiove, o comportamento do mercado foi “atípico” em 2020 devido à crise global relacionada à pandemia do novo coronavírus. “Os importadores da soja brasileira se anteciparam e compraram volumes acima do esperado”, disse a associação. “Além disso, variáveis macroeconômicas, tais como taxa de câmbio desvalorizada e elevação do preço em dólar da soja no mercado internacional, também estimularam exportações antecipadas, reduzindo a disponibilidade de soja no período de entressafra.”

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Honda apresenta a Rebel CMX1100 para bater de frente com a Harley-Davidson
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel