Esportes

Sobrevivente da tragédia de 2016, lateral é emprestado pela Chapecoense ao Goiás

Lutando contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, a Chapecoense confirmou nesta quarta-feira uma notícia surpreendente. O lateral Alan Ruschel foi emprestado ao Goiás, que também tenta escapar do rebaixamento na competição nacional.

O jogador de 29 anos foi um dos seis sobreviventes da tragédia de 2016 na Colômbia, quando o avião que transportava elenco, comissão técnica e diretoria do clube catarinense e profissionais da imprensa caiu durante a viagem para a decisão da Copa Sul-Americana. Ele, porém, segue vinculado ao time de Chapecó até o final de 2020.

Cria das categorias de base do Juventude e com passagens por Pelotas-RS, São Paulo-RS e Luverdense-MT, Alan Ruschel chegou à Arena Condá em 2013, quando fez um gol em seis jogos na campanha do acesso ao Brasileirão.

Entre 2014 e 2015, atuou por Internacional e Athletico Paranaense. Sem conseguir se firmar, porém, acabou retornando à Chapecoense. Em 2016, havia disputado apenas cinco partidas pelo time catarinense, todas pelo Brasileirão, até que houve o acidente no voo 2933 da empresa LaMia, em 29 de novembro.

De forma surpreendente, em 7 de agosto de 2017, o lateral retornou aos gramados. Na ocasião, o Barcelona conquistou o Troféu Joan Gamper, competição amistosa de pré-temporada disputada no Camp Nou, em Barcelona, na Espanha.

Pouco depois, em 1º de setembro daquele ano, em amistoso contra a Roma, na Itália, marcou o primeiro gol nessa volta. Ao todo, soma 53 partidas oficiais e dois gols marcados pelo time catarinense.

As duas equipes estão em situação delicada na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. A Chapecoense abre a zona de rebaixamento, com 13 pontos em 15 rodadas, enquanto o Goiás é 12º, com 18.