Esportes

Sóbis diz que formação do Inter no Gre-Nal será a ‘melhor que tiver no momento’

O mistério acerca das escalações dos times no Gre-Nal deste sábado, marcado para as 19 horas, no Beira-Rio, só será encerrado, de fato, poucos momentos antes do jogo. Pelo lado do Inter, o atacante Rafael Sóbis, provável titular no clássico, limitou-se a dizer que os jogadores passaram por exames para detectar possíveis desgastes físicos e que a equipe que entrará em campo dará conta do recado.

“Independentemente de ser Gre-Nal ou não, seria pensado da mesma forma, por conta do desgaste e da sequência de jogos. Temos exames e uma equipe qualificada para indicar o que é melhor e quem está melhor preparado. Quando isso for definido, pode ter certeza de que o Inter vai com o melhor que tiver no momento”, declarou o jogador.

Sóbis deve ser utilizado como centroavante na vaga de Paolo Guerrero, este que, ao tudo indica, será preservado, assim como D’Alessandro. A dupla é fundamental para o time de Odair Hellmann e recebe cuidado especial da equipe de fisiologistas para evitar sobrecarga. Outro gringo, o também argentino Martín Sarrafiore, deve substituir o meia veterano.

“No futebol, não se pega ritmo jogando quarta e domingo. Se pega lesão. Cada jogador está conversando em particular com o pessoal da comissão técnica. Cada um tem suas dores e seus problemas. A partir daí, o Odair vai colocar o que tem de melhor”, completou.

A dificuldade em prever quem jogará no Gre-Nal válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro se deve, principalmente, ao fato de os rivais estarem com suas atenções divididas entre o clássico e seus compromissos pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Na próxima quarta-feira, o Inter mede forças com o Nacional no Uruguai.

Sóbis crê que Inter e Grêmio estão equiparados, apesar da distância entre os dois na tabela de classificação – a equipe colorada ocupa o quinto lugar, com 16 pontos, enquanto o time tricolor é o décimo, com 14. O jogador elogiou os comandados de Renato Gaúcho, mas crê na vitória do Inter em razão do apoio da torcida no Beira-Rio.

“O Grêmio cresceu nos últimos anos, teve títulos e é o nosso maior rival. É um time que sabe jogar, que toca bem a bola e que sabe brigar, quando precisa. Mas o Inter hoje se encontra muito bem, está igualado. Temos de aproveitar o nosso momento e a nossa força dentro de casa”, avaliou.