Geral

Sobe para 50 número de morte causadas pelas chuvas em Minas Gerais

Mais cinco pessoas morreram nas últimas 24 horas devido às consequências das fortes chuvas que atingem Minas Gerais. Segundo a Coordenadoria de Defesa Civil, até as 11h desta terça-feira (28), o total de mortos registrados no estado chegava a 50 pessoas.

As primeiras mortes ocorreram entre os dias 23 e 24 deste mês, o que significa média de mais de oito vítimas por dia, devido a deslizamentos de terra; desmoronamento de construções; alagamentos; transbordamento de rios e quedas de árvores.

Uma das vítimas recentes é uma menina de 2 anos, moradora de um acampamento de trabalhadores sem terra na zona rural da cidade de Olhos d´Água, a cerca de 420 quilômetros de Belo Horizonte. Segundo o cabo José Eustáquio de Moraes, do 7º Batalhão do Corpo de Bombeiros em Montes Claros, a menina foi atingida pela parede de uma casa de adobe que ruiu com a força das chuvas dos últimos dias. Conduzida para o Centro de Saúde de Olhos d´Água, a criança não resistiu aos ferimentos.

As outras mortes ocorreram em Luisburgo (dois casos), Divinópolis (uma) e Pedra Bonita (uma). Em virtude dos estragos causados pelas chuvas, 101 municípios mineiros decretaram situação de emergência.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as regiões central, norte e leste de Minas Gerais devem ser atingidas hoje por chuvas fortes, com trovoadas.

O tempo continua instável devido à atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), fenômeno que favorece a ocorrência de pancadas de chuva.

Segundo o Inmeto, as temperaturas vão variar bastante, podendo chegar a 35ºC na região norte. No sul do estado, a mínima pode atingir 18ºC.