Mundo

Sobe para 15 número de mortos em explosão de caminhão-tanque em Lima

Sobe para 15 número de mortos em explosão de caminhão-tanque em Lima

Policiais peruanos trabalham no local onde um vazamento de gás de um caminhão-tanque provocou um grande incêndio em 23 de janeiro de 2020, em Lima - AFP/Arquivos

O número de mortos na explosão de um caminhão-tanque carregado com gás liquefeito em Lima aumentou para 15 (27), após a morte de uma criança nesta segunda-feira (27), que estava hospitalizada com queimaduras graves, informou o Ministério da Saúde peruano (Minsa).

“Esta catástrofe fez 15 vítimas até o dia de hoje”, disse à imprensa a ministra da Saúde, Elizabeth Hinostroza, ao fornecer um informe sobre o acidente ocorrido na quinta-feira.

Hinostroza disse que a nova vítima é uma criança de sete anos, que estava entre as cerca de 50 pessoas que sofreram queimaduras no incêndio provocado após a deflagração.

Entre os 15 mortos, cinco são crianças. Entre os 48 feridos, há seis menores.

“Os feridos têm queimaduras extensas. Encontram-se em estado grave e lutam por suas vidas neste momento”, detalhou a ministra durante uma visita aos desabrigados da tragédia ocorrida no populoso distrito de Villa El Salvador, em Lima.

Para ajudar na recuperação dos queimados, o Ministério da Saúde do Brasil enviou no fim de semana 18.000 centímetros quadrados de pele humana para fazer enxertos.

O acidente de quinta-feira ocorreu por causa de um vazamento de gás liquefeito do depósito do caminhão, carregado com uns 10.000 litros de combustível, após passar por um quebra-molas.

O fogo destruiu vários carros e quinze casas. Os bombeiros demoraram três horas em apagar as chamas.