Comportamento

Sobe para 14 o número de mortos em desabamento de prédio no Irã

Sobe para 14 o número de mortos em desabamento de prédio no Irã

As operações de resgate continuam em 24 de maio de 2022 no prédio de 10 andares que desabou em Abadan, sudoeste do Irã - Tasnim News/AFP


Ao menos 14 pessoas morreram no desabamento de um prédio em construção no Irã, informaram autoridades na noite desta terça-feira (24) em um novo balanço, anunciando a detenção de várias pessoas acusadas de serem “responsáveis” pela tragédia.

O edifício Metropol, de 10 andares, colapsou parcialmente na segunda-feira em Abadan, província de Khuzestan, no sudoeste do Irã.

“De acordo com os números mais recentes, 14 pessoas morreram e 32 ficaram feridas”, disse o ministro do Interior, Ahmad Vahidi, à agência de notícias oficial Irna, e acrescentou que a busca por possíveis sobreviventes continua.

O número de pessoas desaparecidas é desconhecido. Ao meio-dia, Vahidi havia relatado 10 mortos.

Segundo a televisão iraniana, o prédio estava localizado na “rua central mais movimentada” da cidade, onde os edifícios ao redor se dedicam principalmente a atividades “comerciais, médicas ou abrigam escritórios”.

A autoridade judiciária da província anunciou nesta terça a prisão de 10 pessoas, incluindo o atual prefeito de Abadan e dois ex-prefeitos, e um número desconhecido de funcionários municipais e supervisores de projetos, acusados de serem “responsáveis” pelo incidente, segundo Mizan Online, a agência de informações da justiça do país.

De acordo com a agência, o proprietário do prédio – cuja detenção havia sido anunciada pela justiça – é um dos mortos.

As autoridades provinciais decretaram um dia de luto para quarta-feira em Abadan, cidade com mais de 230 mil habitantes.