Mundo

Situação no Afeganistão impede uma retirada, diz general dos EUA

Situação no Afeganistão impede uma retirada, diz general dos EUA

Joseph Votel, general do Exército dos EUA, comandante do Comando Central dos EUA - AFP/Arquivos

As Forças Armadas americanas ainda não receberam ordem para se retirar do Afeganistão, apesar do plano do presidente Donald Trump de encerrar a missão, disse nesta quinta-feira (7) o chefe militar dos Estados Unidos no Oriente Médio.

“Não há ordens de retirar nada”, disse o general Joseph Votel ao Comitê de Serviços Armados da Câmara de Representantes.

“As condições políticas em que estamos na reconciliação não permitem agora mesmo a retirada”, afirmou.

Após 17 anos, Trump quer pôr fim à participação americana no Afeganistão, onde ainda há 14 mil soldados.

Mas Votel assegurou que apesar de alguns sinais positivos nas conversas entre Estados Unidos e os talibãs, ainda não se avançou o suficiente.

Um dos problemas, reforçou, é que os talibãs são relutantes em negociar com o governo afegão.

Além disso, as forças afegãs ainda não estão preparadas para ser independentes, afirmou.

“Meu conselho é que qualquer decisão para reduzir as forças no Afeganistão deveria ser tomada consultando nossos parceiros da coalizão e, logicamente, o Governo do Afeganistão”.

“As forças afegãs dependem do apoio da coalizão que lhes fornecemos”, acrescentou Votel.