Edição nº2606 06/12 Ver edições anteriores

O Dia

Sindicato atesta perigosas condições de trabalho para motoristas

Apenas em 2019, o órgão enviou mais de cem ofícios para batalhões, delegacias, Secretaria de Segurança e prefeituras denunciando casos de violência urbana, segundo Rubens Oliveira, presidente do sindicat

Rio – O Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac) atestou as perigosas condições de trabalho dos motoristas que atuam na região.

Apenas em 2019, o órgão enviou mais de cem ofícios para batalhões, delegacias, Secretaria de Segurança e prefeituras denunciando casos de violência urbana, segundo Rubens Oliveira, presidente do sindicato. A entidade orienta os funcionários que não circulem em regiões de risco. 

O representante informa, ainda, que neste ano pelo menos 480 rodoviários estão recebendo INSS por afastamento do trabalho decorrente de complicações psicológicas e psiquiátricas. Em 80% dos casos, o motivo é a violência urbana. Além disso, 225 dos pedidos de demissão homologados neste ano foram devido à violência e ao estresse no trabalho, equivalente a 70% de todos os pedidos de demissão por parte de funcionários. Depois da saída, eles preferem trabalhar com aplicativos ou em outra profissão.

 

O Dia

Sindicato atesta perigosas condições de trabalho para motoristas

Apenas em 2019, o órgão enviou mais de cem ofícios para batalhões, delegacias, Secretaria de Segurança e prefeituras denunciando casos de violência urbana, segundo Rubens Oliveira, presidente do sindicat

Rio – O Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários de Passageiros de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac) atestou as perigosas condições de trabalho dos motoristas que atuam na região.

Apenas em 2019, o órgão enviou mais de cem ofícios para batalhões, delegacias, Secretaria de Segurança e prefeituras denunciando casos de violência urbana, segundo Rubens Oliveira, presidente do sindicato. A entidade orienta os funcionários que não circulem em regiões de risco. 

O representante informa, ainda, que neste ano pelo menos 480 rodoviários estão recebendo INSS por afastamento do trabalho decorrente de complicações psicológicas e psiquiátricas. Em 80% dos casos, o motivo é a violência urbana. Além disso, 225 dos pedidos de demissão homologados neste ano foram devido à violência e ao estresse no trabalho, equivalente a 70% de todos os pedidos de demissão por parte de funcionários. Depois da saída, eles preferem trabalhar com aplicativos ou em outra profissão.

 


Destaques





Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.