Esportes

Simeone se diz otimista para ‘decisão’ do Atlético de Madrid na Liga dos Campeões

O Atlético de Madrid depende apenas de suas forças para avançar às oitavas de final da Liga dos Campeões. Uma vitória sobre o Lokomotiv Moscou, nesta quarta-feira, no Wanda Metropolitano, na Espanha, garante os espanhóis no mata-mata. A briga é com o Bayer Leverkusen, da Alemanha, que recebe a já classificada Juventus.

A equipe do técnico Diego Simeone soma sete pontos contra seis dos alemães. O Atlético de Madrid, no entanto, não vence há quatro jogos. São dois empates e duas derrotas. Apesar de o momento não ser tão positivo, o treinador argentino está otimista para o confronto decisivo.

“Acredito na minha equipe, nos meus jogadores e na humildade que eles demonstram quando os resultados não chegam e continuam trabalhando. Isso me deixa otimista e os resultados vão chegar em consequência do que estão demonstrando em campo”, afirmou Simeone, na protocolar entrevista coletiva antes da partida.

O treinador admite que o time se sente pressionado pela chance de eliminação. O Atlético de Madrid se consolidou nos últimos anos como uma força na Europa sob o comando de Simeone, chegando duas vezes à decisão da Liga dos Campeões e conquistando o título da Liga Europa de 2017-18 e da Supercopa da Uefa de 2018.

“Depois de tantos anos no mesmo clube há uma exigência maior. Até onde podemos levar o time? Há uma responsabilidade maior, um objetivo maior e precisamos aproveitar isso para avançar”, disse o técnico argentino. “É um jogo em que precisamos ter calma. Temos jogadores com muita personalidade. Amanhã (quarta-feira) é uma oportunidade de estarmos juntos e ficarmos fortes.”

Simeone não espera um jogo fácil. A condição do Lokomotiv, que já entra em campo sem qualquer possibilidade de se classificar, não ilude o treinador. “Você tem de provar em campo, não com palavras. Ser melhor que o adversário, que será duro e vai jogar fechado, como fez nos jogos anteriores. Apesar de pensar que eles possam estar de férias, eu não vejo assim. Significa muito para eles enfrentarem o Atlético.”

“O Lokomotiv é um time duro. Ele competiu bastante contra todos no grupo. Queremos fazer um jogo forte, dinâmico e continuar criando chances de gol como temos feito nos últimos jogos para alcançar o objetivo mais importante”, completou.