Cultura

Sikêra Jr. e RedeTV! perdem processo e são condenados a pagar R$ 300 mil a Xuxa


Âncora do programa Alerta Nacional, o apresentador Sikêra Jr. foi condenado, junto com a da Rede TV!, a pagar R$ 300 mil como indenização para a apresentadora Xuxa Meneghel, por danos morais.

A juíza Ana Cristina Ribeiro Bonchristiano, da 3º Vara Cível de Osasco, em São Paulo, julgou procedente o pedido e foi favorável à acusação. A decisão foi dada na última quinta-feira, 24, em primeira instância. Sendo assim, ainda cabe recurso por parte dos acusados.

No documento, a magistrada criticou o perfil de programas como o do comandado por Sikêra: “Destacam-se, ainda, as críticas a esse tipo de jornalismo, de desprestígio à pessoa em detrimento da análise argumentativa de suas ideias, em programas muito mais de entretenimento do que informativo, camuflando-se ofensas desmedidas na narrativa jocosa”, começou a magistrada.

Xuxa havia requisitado uma indenização de R$ 500 mil, porém a juíza Ana Cristina determinou o pagamento em R$ 300 mil. Sikêra Jr. e a RedeTV! ainda terão que pagar pelos custos do processo, que equivalem a cerca de 20% do valor da indenização (aproximadamente R$ 60 mil).

Em novembro de 2020, Xuxa expressou sua opinião sobre o apresentador do Alerta Nacional em sua coluna no site da revista Vogue Brasil. Na publicação, feita em 28 de outubro, ela afirmou que pretendia processar Sikêra Jr. devido à exibição de uma cena de zoofilia em seu programa.

Na ação, Xuxa pediu a indenização de R$ 500 mil, a suspensão do registro profissional de jornalista do apresentador e que o programa da RedeTV! fosse retirado do ar, sob a pena de multa diária de R$ 20 mil para cada episódio que fosse exibido.

Causa animal

Sobre a indenização, a apresentadora afirmou que o dinheiro será doado para instituições da causa animal. O Estadão entrou em contato com as partes envolvidas e todos responderam que não comentam processos jurídicos.