Economia

Shell tem plano de transição para economia de baixo carbono com 9 mil demissões

A companhia anglo-holandesa Shell anunciou nesta quarta-feira (30) que espera cortar entre 7 e 9 mil empregos até 2022, como parte de um plano de transição para uma economia de “baixo carbono”. De acordo com a empresa, a expectativa é manter as finanças “sustentáveis”, com uma economia estimada entre US$ 2 bilhões e US$ 2,5 bilhões anuais. A empresa indicou que 1,5 mil dos empregos cortados já faziam parte de um plano de redução voluntária acordado no início do ano. A Shell diz esperar zerar a emissão de carbono até 2050.

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela
+ Novo Código de Trânsito é aprovado; veja o que mudou
+Jovem é atropelado 2 vezes ao tentar separar briga de casal em Londrina; veja o vídeo
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês
+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Educar é mais importante do que colecionar
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea