ISTOÉ Gente

Sheherazade perde ação contra Frota após ser chamada de prostituta

Sheherazade perde ação contra Frota após ser chamada de prostituta

Rachel Sheherazade perdeu uma ação movida em 2019 contra o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) após ter sido comparada com uma prostituta em dois vídeos publicados pelo parlamentar nas redes sociais. As informações são do Notícias da TV.

Na ocasião, Frota disse disse que a jornalista “se prostituiu ao receber dinheiro para mudar de opinião.” Sheherazade era uma das maiores críticas ao presidente Jair Bolsonaro e o deputado ainda era um defensor do mandatário.

O juiz Claudio Antonio Marquesi, da 24ª Vara Cível de São Paulo, alegou que as mensagens eram graves, mas que representavam a liberdade de expressão. O magistrado solicitou que o processo seja arquivado e que a ex-âncora pague os honorários e custos do processo, fixados em 10%.

A jornalista pedia R$ 50 mil de indenização por danos morais e pedia que o Google retirasse os vídeos no YouTube. A plataforma, no entanto, disse que não tinha responsabilidade sobre os vídeos que foram publicados.


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua