O Dia

Shanna Garcia vai ao IML para exame de corpo de delito: ‘A Justiça e a polícia têm que agir’

Filha do bicheiro Maninho acusa o ex-cunhado de ter tentado matá-la em atentado no início de outubro

Rio – Shanna Harrouche Garcia esteve, nesta segunda-feira, no Instituto Médico Legal (IML), no Centro do Rio, para realizar um exame de corpo de delito à pedido da Delegacia de Homicídios. A filha do bicheiro Waldomiro Paes Garcia, o Maninho, sofreu um atentado quando chegava a um centro comercial no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste, no início do mês de outubro. 
Shanna chegou por volta das 11h e afirmou que tem ficado mais em casa após ser baleada.
“Tudo que eu preciso fazer é dentro de casa, tenho que esperar a polícia e a Justiça agirem. Eles estão tratando o Bernardo como testemunha, não sei porque, já que eu acuso ele, mas espero que a Justiça possa agir”.
Ao ser questionada sobre os motivos das brigas familiares, Shanna preferiu não dar detalhes e ainda revelou estar com receio de novos ataques contra ela ou a família.
“Eu não sei o que pode acontecer, não sei se vão tentar de novo, por isso a Justiça e a polícia têm que agir”, explicou.
Bernardo prestou depoimento à polícia na última sexta-feira, por cerca de 3h. As investigações seguem em sigilo. A briga entre a família é antiga e envolve além de inventários, a herança no jogo do bicho.