Economia

Serviço do PIX foi normalizado ainda na manhã desta segunda-feira, diz Caixa

Crédito: Divulgação

A Caixa Econômica Federal afirmou ao Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado), por meio de nota, que seus serviços relacionados ao PIX – o sistema brasileiro de pagamentos instantâneos – foram normalizados ainda na manhã desta segunda-feira, 16. No início do dia, clientes da instituição citaram nas redes sociais problemas para realizar transferências por meio da Caixa.

Às 9 horas desta segunda-feira, começou a fase de operação plena do PIX. Na prática, já é possível realizar pelo sistema transferências e pagamentos 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano. A expectativa é de que as operações sejam liquidadas em até dez segundos.

A Caixa reconheceu que, de fato, enfrentou problemas no início do dia. “A Caixa informa que, no início desta manhã (16/11), houve uma intermitência pontual no serviço do PIX e que as operações impactadas serão automaticamente estornadas, sem prejuízo aos clientes”, afirmou a instituição ao Broadcast. “O serviço foi normalizado ainda pela manhã e, até o início desta tarde, já haviam sido cadastradas 170 mil novas chaves e realizadas mais de 200 mil operações”, acrescentou o banco.

Em entrevista coletiva sobre o PIX no início da tarde, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, admitiu que algumas operações do PIX não foram completadas, mas descartou qualquer instabilidade no sistema da autoridade monetária.

“É importante diferenciar o que é instabilidade do sistema e o que são operações que não foram completadas. Não houve nenhuma instabilidade no sistema. Houve um volume de operações que não foram completadas em um banco ou outro, e monitoramos isso. Pode ter havido um erro na formatação da chave pelo banco. Quando há um volume grande de operações rejeitadas, entramos em contato com os bancos”, afirmou.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Presente à coletiva, o chefe do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do BC, Angelo Duarte, disse que as instituições maiores podem ter apresentado alguns problemas, que já foram corrigidos. “No momento vemos uma operação normal no PIX. Houve alguns problemas que já passaram, e todos estão operando dentro da estabilidade”, completou, no início da tarde.

Até o domingo, 15, um total de 71 milhões de chaves haviam sido cadastradas no PIX, considerando todas as instituições do País. A chave de usuário é um identificador de contas: o cliente pode cadastrar um número de celular, e-mail, CPF, CNPJ ou um EVP (uma sequência de 32 dígitos a ser solicitado no banco). Por meio dela, será possível receber pagamentos e transferências. A chave é um “facilitador” para identificar o recebedor, mas não é indispensável para receber um PIX.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’
+ 6 fotos em que o design de interiores do banheiro foi um fracasso total. Confira!
+ De biquíni verde cavado Lívia Andrade arranca elogios da web ao tomar banho de sol
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel