Brasil

Senador é internado e pode não votar em impeachment


A três dias da votação do processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff, o líder do PR no Senado, Wellington Fagundes (MT), foi internado com um quadro de diverticulite na noite deste sábado, em Brasília. O senador participava da sessão de tomada de depoimentos quando começou a passar mal. Inicialmente, ele foi atendido pelo serviço médico do Senado. Em seguida, foi encaminhado ao Hospital Brasília, onde está internado.

Fagundes votou pelo afastamento temporário de Dilma e para transformá-la em ré nas duas etapas anteriores do processo. Ele era um dos vice-líderes do governo da petista no Senado. A assessoria de imprensa do senador divulgou uma nota à imprensa em que, além de detalhar o episódio, informa não haver previsão de alta.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Nua, Cleo Pires exibe tatuagens em novos cliques
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Ex-parceiro de Cristiano Araújo é encontrado morto
+ Policial militar mata a tiros quatro pessoas em pizzaria de Porto Alegre
+ Sérgio Mallandro diz que atrapalhou sexo de Xuxa com Ayrton Senna
+ Mano Brown se irrita com possível acerto do Santos com volante do Corinthians: ‘Tá tirando’
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago