Mundo

Senado dos EUA decide que julgamento político de Trump é constitucional

Senado dos EUA decide que julgamento político de Trump é constitucional

O Senado dos Estados Unidos decidiu nesta terça-feira (9) avançar com o julgamento político contra o ex-presidente republicano Donald Trump, após recusar os argumentos da sua defesa de que o processo é inconstitucional.

Por 56 votos a 44, os senadores decidiram seguir adiante com o processo contra o ex-presidente, acusado de “incitamento à insurreição” por seu papel no violento ataque ao Capitólio em 6 de janeiro.

Seis senadores republicanos votaram com os democratas a favor da constitucionalidade do processo.

David Schoen, que faz parte da defesa de Trump, informou que do ponto de vista “constitucional, o acusado não é mais presidente” e, portanto, não cabe julgá-lo.

Este processo, iniciado na Câmara de Representantes, tem como objetivo inabilitar politicamente Trump para as eleições de 2024.

Os seis senadores republicanos que votaram a favor da constitucionalidade do processo foram Bill Cassidy, Susan Collins, Lisa Murkowski, Mitt Romney, Ben Sasse e Pat Toomey.

Apesar desta ruptura nas linhas do partido, o balanço final da votação mostra que é quase impossível para os democratas conseguirem somar os 17 apoios republicanos necessários para condenar Trump.

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago