Mundo

Senado da Argentina transfere três juízes com processos contra vice-presidenta Kirchner

Senado da Argentina transfere três juízes com processos contra vice-presidenta Kirchner

A vice-presidente argentina Cristina Fernandez de Kirchner - AFP

O Senado da Argentina aprovou na quarta-feira à noite a transferência de três juízes responsáveis por processos judiciais contra a vice-presidente Cristina Kirchner para outros tribunais, em uma sessão que teve a abstenção da oposição.

Os juízes Leopoldo Bruglia, Pablo Bertuzzi e Germán Castelli precisavam de uma ratificação do Parlamento para permanecer nos tribunais que ocuparam nos últimos anos na Câmara Federal, mas a votação do Senado decidiu a transferência, o que afasta os magistrados dos processos contra Kirchner.

Os três já avisaram que pretendem recorrer à Corte Suprema de Justiça.

“A pauta de hoje é afastar três juízes que atuam em casos nos quais a vice-presidente está envolvida”, criticou o senador da oposição Martín Lousteau antes de deixar a sessão, que aconteceu de maneira remota devido às restrições de saúde provocada pelo coronavírus.

A coalizão de governo de centro-esquerda peronista Frente de Todos tem maioria no Senado.

Kirchner, investigada em nove casos, a maioria por suposta corrupção, foi presidente entre 2007 e 2015 e agora ocupa a vice-presidência no governo de Alberto Fernández.

Cristina Kirchner alega que os processos são parte de uma perseguição política.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel