ISTOÉ Gente

‘Sempre tive mania de perseguição’, diz Fiuk sobre relação com Juliette

Crédito: Reprodução

Após a final do Big Brother Brasil 21, Fiuk foi a público falar sobre os atritos que teve com Juliette ao longo do reality. A relação dos dois era entre “tapas e beijos”, e o cantor explicou que sempre teve “mania de perseguição”.

Bolsonaro presta solidariedade à família de Paulo Gustavo, mas ator era contra posicionamentos dele


Repórter chama atenção de mulher que passou em frente às câmeras durante reportagem

“Eu adoro ela! Às vezes eu demoro um tempo para conhecer alguém de verdade. Eu sou uma pessoa fácil de lidar, talvez pelas minhas características e pela minha história. Então eu sempre tive muita mania de perseguição, algumas pessoas se aproximavam por interesse”, começou. “Eu acho que isso me ajuda muitas vezes, mas também atrapalha. Eu até tive essa conversa com a Juliette lá dentro, porque eu duvidei dela”, continuou.

No fim, a paraibana sempre teve esperança e quis que Fiuk não se afastasse dela. “Isso me fez muito mal, mas ao mesmo tempo me fez muito bem de ver que era de verdade e que ela não tinha desistido de mim, que eu podia contar com ela e sentir o carinho. Foi tudo muito especial. Eu não queria deixar esse lado vencer, eu queria viver lá dentro. Não consegui ser forte com o cigarro, que acabou sendo uma fuga para ansiedade, mas nas questões de relacionamento eu queria ser forte. Ela é uma pessoa muito especial”, finalizou.





Tópicos

BBB bbb21 Fiuk Juliette