Esportes

Sem Rafinha e pressionado, Fla revê conceitos e busca se reerguer no Brasileirão

Sem o lateral-direito Rafinha, que aceitou uma proposta do Olympiacos, da Grécia, e muito pressionado após duas derrotas seguidas, o Flamengo busca se encontrar logo para somar os primeiros pontos no Campeonato Brasileiro. O time carioca entra em campo diante do Coritiba, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, neste sábado, às 19h30, pela terceira rodada.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Em busca de uma identidade sob o comando do espanhol Domènec Torrent, o Flamengo foi derrotado na estreia para o Atlético-MG e dominado no jogo seguinte pelo Atlético Goianiense, que venceu por 3 a 0. Zerado na competição, o atual campeão procura uma saída para se reerguer e evitar que seja instaurada uma crise na Gávea.

Acostumado às vitórias, o time rubro-negro não perdia dois jogos seguidos desde setembro de 2018. A escrita era ainda maior em rodadas iniciais do Brasileirão: desde 1997 o clube não era derrotado em seus dois primeiros compromissos na competição.

Para reverter esse cenário, antes impensável, nesta semana, elenco, treinador e toda a sua comissão se reuniram para debater soluções para que o time volte a apresentar um futebol de qualidade. Torrent tem sido muito criticado por não ter conseguido colocar em prática suas ideias de jogo neste início de trabalho.

Contra o Atlético-MG, ele manteve a escalação mais usada por Jorge Jesus. No entanto, no duelo seguinte, fez alterações de peças e táticas. Optou por usar Rodrigo Caio na lateral direita e barrou o uruguaio Arrascaeta para a entrada de Vitinho. O resultado foi desastroso e o time, antes dominante, foi dominado pelo Atlético Goianiense em uma das piores atuações recentes da equipe rubro-negra.

Apesar dos maus resultados e atuações fracas, Torrent tem, por enquanto, o respaldo da diretoria. “O Jorge Jesus, quando chegou, teve 15 a 20 dias para trabalhar e o atual técnico teve cinco. Confiamos no profissional que contratamos e nos que chegaram com ele. Os resultados não são os esperados por todos, mas confiamos no trabalho do treinador. Temos que entender que tem um tempo para isso ser maturado”, disse o vice-presidente Marcos Braz.

Agora, além de fazer o time funcionar, Torrent tem que achar uma solução no elenco para suprir a saída de Rafinha. O lateral-direito aceitou uma proposta “irrecusável” e fez de tudo para sair. Em seu contrato havia uma cláusula que permitia a liberação sem custos para algum clube do exterior em caso de oferta. Enquanto Braz não vai ao mercado, as opções são dois garotos: João Lucas e Matheusinho, este que deve ser promovido do time sub-20 para o principal.

Como o desempenho em Goiânia foi muito ruim, é provável que o treinador faça alterações na escalação. Arrascaeta pode voltar ao time titular. Não se sabe se Rodrigo Caio jogará novamente improvisado na lateral direita ou se o treinador vai dar uma chance para João Lucas. Pedro também pode receber uma oportunidade como titular, possivelmente na vaga de Gabriel, que tem rendido muito abaixo do esperado. Certo é que o goleiro Diego Alves, suspenso por ter sido expulso no jogo anterior, cumpre suspensão e será substituído por César.

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea