Esportes

Sem Gabriel no Maracanã, Fla abre mata-mata com o invicto Inter na Libertadores

Sem Gabriel no Maracanã, Fla abre mata-mata com o invicto Inter na Libertadores

Gabriel Barbosa, atacante do Flamengo

Sem poder contar com o atacante Gabriel, confirmado como desfalque apenas nesta terça-feira, o Flamengo recebe o Internacional nesta quarta, às 21h30, no Maracanã, pelo confronto de ida das quartas de final da Copa Libertadores. Embalado por uma goleada por 4 a 1 sobre o Vasco pelo Campeonato Brasileiro, o time carioca tenta quebrar a invencibilidade do rival gaúcho na competição continental e abrir vantagem no mata-mata – o duelo de volta será no próximo dia 28, em Porto Alegre.

Autor de dois gols no triunfo do último sábado no clássico realizado em Brasília, Gabriel acabou sendo substituído por Berrío durante a partida após acusar dores musculares na coxa esquerda. Maior artilheiro do clube nesta Libertadores, com quatro gols, e também no Brasileirão, com 11, ele chegou a dar a impressão de que havia sido apenas preservado ao ficar fora do treino da última segunda-feira, mas o incômodo persistiu nesta terça e o jogador foi vetado pelo departamento médico. “Com dores musculares, o atleta Gabriel Barbosa segue trabalhos individualizados no CT”, informou o Fla, por meio de suas redes sociais.

Também por causa de dores mesmo músculo posterior de sua coxa esquerda, Gabriel não encarou o Emelec no confronto de ida das oitavas de final, no Equador. Porém, retornou na partida de volta e balançou as redes por duas vezes para garantir a vitória por 2 a 0 que levou a disputa da vaga à fase seguinte aos pênaltis, no Maracanã, onde o seu time acabou triunfando.

Sem a sua principal referência ofensiva, o técnico Jorge Jesus tem como “consolo” os retornos de Rodrigo Caio e Vitinho, recuperados de lesões e que não jogam desde o mês passado. O defensor atuou pela última vez em 28 de julho, quando teve um problema muscular na coxa em clássico diante do Botafogo. Já o atacante fica novamente à disposição após ter lesionado o joelho em duelo contra o Corinthians, no dia 21, em São Paulo, e passado posteriormente por uma artroscopia.

Berrío deve ganhar a vaga de Gabriel no ataque, enquanto Vitinho ficará como opção no banco de reservas. Garantido como titular da lateral esquerda rubro-negra, Filipe Luís deu entrevista coletiva nesta terça-feira e exaltou a necessidade de o time exercer uma forte marcação sobre o peruano Guerrero, principal atacante do Inter e artilheiro da equipe na Libertadores, com quatro gols. E será um novo reencontro do jogador com o Maracanã, onde defendeu o Peru na final da última Copa América, e também com o Flamengo, o seu ex-clube.

“Ele (Guerrero) é um jogador diferente, que faz a diferença no ataque. Tem muita força, segura bem a bola, chega na área e não fica nervoso, sabe escolher o último passe. Sem dúvida é um jogador mais perigoso, importante não deixar ele entrar em jogo. Quanto menos ele tocar na bola, melhor. Ter sempre vigilância em cima dele, estar perto para não deixá-lo virar, ficar bem atento. Talvez gastar dois jogadores com ele vai ser importante para não ter chance de gol. Com o Peru, ele costuma ter chance e aproveitar”, disse o lateral.

INTER INVICTO – Dono da terceira melhor campanha da primeira fase da Libertadores, o Inter acumula seis vitórias e dois empates no torneio. E os dois últimos triunfos vieram nas oitavas de final, estágio em que a equipe comandada por Odair Hellmann superou o Nacional por 1 a 0, em Montevidéu, e depois derrotou o rival uruguaio por 2 a 0, em Porto Alegre. Guerrero, oportunista, marcou um gol e cada um destes duelos.

A ótima campanha do time colorado faz o time entrar neste embate com o Flamengo cheio de confiança para conquistar uma nova vitória nesta quarta, quando o Maracanã receberá cerca de 60 mil torcedores. Nesta terça-feira, o zagueiro Victor Cuesta exaltou a importância de a equipe ser ousada ao ser questionado sobre o peso do gol marcado fora de casa, que pode ser decisivo em caso de empate no saldo do placar agregado deste mata-mata continental.

“Sempre é importante fazer gol fora de casa, sabendo que tem essa questão de gol qualificado. Conseguimos fazer nas oitavas contra o Nacional e foi importante. Agora é tentar fazer um grande jogo e vencer o Flamengo”, projetou o defensor, em entrevista coletiva. “Estádio cheio, jogo difícil, mas a gente tem de fazer o que a gente vem fazendo nesta Copa Libertadores, tanto fora de casa como no Beira-Rio, pois estamos no caminho certo”, completou.

E se por um lado o Flamengo não terá Gabriel, por outro uma possível ausência importante na escalação do Inter é a de Edenilson, que tenta se recuperar de lesão na coxa direita e segue como dúvida para o jogo desta quarta.

Assim como fez na segunda-feira, o treinador colorado fechou o treino desta terça no CT na capital gaúcha. Com isso, ele não deu pistas da escalação que mandará a campo no Maracanã. Se não reunir condições de atuar, Edenilson deverá ser substituído por Nonato. Outro jogador do meio-campo do time, Rodrigo Lindoso vinha se queixando de dores no tornozelo, mas a tendência é a de que seja confirmado no time titular.