Esportes

Sem dificuldades, Juventus e Barcelona vencem por 3 a 0 na Liga dos Campeões


Mesmo já classificados para as oitavas de final da Liga dos Campeões, Juventus e Barcelona não aliviaram nesta quarta-feira. Os dois times venceram seus jogos por 3 a 0 e mantiveram a briga pela liderança do Grupo G. Cristiano Ronaldo deixou sua marca, em seu 750º gol da carreira, ainda que em lance controverso, e Lionel Messi sequer foi relacionado para o duelo contra o Ferencvaros.

Em Turim, o time italiano derrotou o Dínamo de Kiev com sobras, com assistência do brasileiro Alex Sandro e grande atuação de Federico Chiesa. O volante Arthur e o lateral Danilo entraram somente no segundo tempo e apresentaram desempenho discreto.

Juventus e Dínamo de Kiev fizeram um primeiro tempo equilibrado, embora a equipe da casa exibisse ligeira superioridade, graças à atuação individual de Chiesa. Ele brilhou aos 20 minutos, quando subiu mais que os zagueiros para cabecear para as redes, após cruzamento de Alex Sandro. Dez minutos depois, Cristiano Ronaldo acertou a trave, dando susto na defesa ucraniana.

Já o segundo tempo foi todo da Juventus. Foram diversas oportunidades no ataque e dois gols. Aos 11, Ronaldo balançou as redes em jogada verificada pelo árbitro de vídeo. Após forte cruzamento da direita, o goleiro defendeu, mas deu rebote, espalmando sobre Morata, em dividida na pequena área. A bola se encaminhava para as redes quando o português, em cima linha, completou para o gol.

Após ter seu gol “roubado” por Ronaldo, Morata deixou sua marca aos 20. Chiesa construiu toda a jogada pelo meio e entregou de bandeja um belo passe para o atacante só ajeitar, dentro da área, e bater para o gol.


+ MS: Homem que revelou amante pouco antes de ser intubado deixa UTI-covid
+ Ratinho critica Dudu Camargo: ‘Só o Silvio gosta dele’



Jogando no mesmo horário, na Hungria, o Barcelona manteve o aproveitamento de 100% no grupo e a liderança, com cinco vitórias em cinco jogos. Com 15 pontos, tem três de vantagem sobre a Juventus, justamente seu adversário na rodada final desta chave, no dia 8 deste mês. Ferencvaros e Dínamo de Kiev, com um ponto cada, brigam pela terceira posição do grupo, que dá vaga na Liga Europa.

Sem Messi, novamente poupado, o técnico Ronald Koeman voltou a apostar em Martin Braithwaite, Ousmane Dembélé e Antoine Griezmann. E não se arrependeu. Griezmann abriu o placar, aos 14, e Braithwaite ampliou aos 20, após assistência de Dembélé. Aos 28, Braithwaite foi derrubado na área e Dembélé não desperdiçou a cobrança.

No segundo tempo, o treinador fez as cinco mudanças para evitar novos desfalques e dar chance a reservas. Ao mesmo temp, acabou desfigurando a formação inicial e a equipe perdeu ritmo, sem exibir o mesmo futebol da etapa inicial.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Descoberta no deserto do Kalahari leva a revisão da origem humana
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS