Esportes

Seleções de Egito e Marrocos são sancionadas por briga na Copa Africana

A Confederação Africana de Futebol (CAF) suspendeu nesta quarta-feira vários jogadores e membros da comissão técnica das seleções egípcia e marroquina devido a um “confronto” que ocorreu no domingo na Copa Africana das Nações em Camarões, torneio em que os ‘Faraós’ vão enfrentar na quinta-feira os anfitriões nas semifinais.

Após a vitória dos egípcios na prorrogação nas quartas de final em Yaoundé, jogadores e parte da comissão técnica das duas equipes travaram um “confronto geral” nos corredores que levam aos vestiários.


Na luta, dois jogadores foram identificados pela CAF, um de cada seleção, explicou a CAF em comunicado divulgado na terça-feira. Eles são o meio-campista marroquino Sofiane Boufal, que joga pelo clube francês Angers, e o zagueiro egípcio Marwan Dawou.

Sancionado, como os outros, por “má conduta”, Dawoud vai perder a final do torneio africano, assim como o auxiliar técnico do Egito.

Boufal, assim como seu compatriota Soufiane Chakla, do time belga Oud-Heverlee Leuven, foi suspenso por duas partidas com sua seleção.

Também foram aplicadas multas às duas seleções, enquanto o Egito acumula uma sanção de 100.000 dólares (89.000 euros), dos quais 50.000 dólares (44.000 euros) por não ter dado uma entrevista coletiva antes da partida de 29 de janeiro, acrescentou a CAF.

str-naa/sbh/rsc/dr/aam