Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

A jovem e renovada seleção brasileira feminina de vôlei estreou com vitória na Liga das Nações, ao vencer, nesta terça-feira, em Los Angeles, a Alemanha, por 3 sets a 1, com parciais de 29/27, 23/25, 27/25 e 25/21. O destaque da equipe foi Júlia Bergmann.

O Brasil, que busca o título inédito da competição, volta a jogar na quinta-feira, às 16 horas, quando terá pela frente a Polônia.

O início irregular no primeiro set da seleção brasileira, propiciou à Alemanha abrir rapidamente 9 a 5 no placar. Aos poucos o bloqueio brasileiro foi se acertando e o empate veio em 13 pontos. Destaque para Júlia Bergmann.

O Brasil passou a comandar o placar e chegou a 24 a 20, mas não contava com o crescimento de Orthmann, que conduziu a Alemanha para o empate em 24. O final do set foi ponto a ponto, até Lorenne definir: 29 a 27.

No segundo set, o panorama foi diferente e o Brasil partiu na frente com 6 a 4. A Alemanha logo se recuperou e virou para 7 a 6. Com Weitzel e Orthmann inspiradas, as alemãs abriram 12 a 8 e 21 a 14. O Brasil chegou a reagir, mas não evitou o empate: 25 a 23.

O terceiro set teve três momentos distintos. O primeiro foi de domínio do Brasil, com boa atuação de Júlia Bergmann. A seleção teve 10 a 8, mas a Alemanha, em um segundo momento, se recuperou com apoio no forte bloqueio.

Depois do empate em 15 pontos, o set foi disputado intensamente até o final, quando Pri Daroit, após um rali sensacional, fechou para o Brasil: 27 a 25.

Júlia Bergmann foi sensacional no quarto set e logo deixou o Brasil em vantagem no placar. Kisy e Carol também colaboraram e o Brasil marcou 11 a 7, 16 a 9 e 19 a 10. No fim, a Alemanha diminuiu para 24 a 21, mas não evitou a vitória brasileira por 25 a 21.

Além de Brasil e Alemanha, participam do torneio: Bélgica, Canadá, China, República Dominicana, Itália, Japão, Holanda, Polônia, Sérvia, Coreia do Sul, Tailândia, Turquia e Estados Unidos. A Rússia, devido à guerra com a Ucrânia, foi desconvidada e substituída pela Bulgária.