Esportes

Seis brasileiros são indicados para disputar o prêmio de Golden Boy na Europa

Gabriel Martinelli (Arsenal), Paulinho (Bayer Leverkusen), Tetê (Shakhtar Donetsk), Reinier, Rodrygo e Vinicius Júnior (Real Madrid) são os brasileiros indicados para concorrer ao Golden Boy 2020, premiação do jornal italiano Tuttosport para eleger o melhor jogador sub-21 em atividade na Europa.

Entre os cem jogadores concorrentes na 18ª edição do prêmio, o favorito é o norueguês Erling Braut Haland, atacante canhoto do Borussia Dortmund, de 19 anos, autor de 42 gols, em 37 jogos na temporada. Os votos são dados por jornalistas europeus.

Os brasileiros Anderson (2008) e Alexandre Pato (2009) ganharam o prêmio, quando atuavam por Manchester United e Milan, respectivamente. O argentino Lionel Messi (Barcelona) ganhou em 2005 e o francês Mbappé foi eleito em 2017, quando vestia a camisa do Mônaco.

Ano passado, o troféu foi para o português João Félix (Benfica), atualmente no Atlético de Madrid. Rodrygo ficou com a 12.ª colocação, seguido por Vinícius Jr..


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’
+ 6 fotos em que o design de interiores do banheiro foi um fracasso total. Confira!
+ De biquíni verde cavado Lívia Andrade arranca elogios da web ao tomar banho de sol
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel