Geral

Secretário de Comunicação tenta viajar sem máscara e é repreendido

Crédito: Agência Senado

O secretário de Comunicação do Planalto, Fábio Wajngarten, foi repreendido por uma aeromoça após se recusar a usar uma máscara de proteção contra a Covid-19. O caso ocorreu durante um voo da Gol, de Brasília a Guarulhos, na quinta-feira (4). A funcionária da companhia pediu a Wajngarten que colocasse a máscara, após a reclamação de outros passageiros. As informações são do colunista Guilherme Amado, da revista Época.

Wajngarten tentou justificar que não precisava usar a proteção por já ter contraído Covid-19. No entanto, a funcionária da companhia aérea insistiu que a medida era uma norma sanitária. Após o segundo pedido, Wajngarten colocou a máscara.

Em março, o secretário de Comunicação da Presidência foi diagnosticado com Covid-19 depois de viajar aos Estados Unidos acompanhando Jair Bolsonaro, na comitiva em que 23 pessoas foram contaminadas. Apesar de já ter contraído o vírus, a OMS alerta que ainda não há provas de que uma pessoa que já tenha se infectado por coronavírus esteja imune de contrair o vírus uma segunda vez.

A reportagem da revista Época procurou Wajngarten para saber se ele gostaria de comentar o caso, mas a Secretaria de Comunicação da Presidência não deu nenhuma resposta.

Veja também

+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior