Economia

Secretário Adolfo Sachsida reforça compromisso do governo com consolidação fiscal

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, reforçou o compromisso do governo com a consolidação fiscal, em debate virtual promovido pelo Banco Safra. “Em 2019, Brasil estava na direção correta, com a agenda de compromisso fiscal e agenda de produtividade. Esse ano teve a pandemia, mas tão logo precisamos voltar a essa agenda.”

Sachsida também afirmou que a consolidação fiscal contribui com o bem estar do País e mais ainda com a população mais pobre, porque a inflação fica sob controle e o investimento melhora a condição de empregabilidade.

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia admitiu que está no radar do governo usar novamente o lucro cambial do Banco Central, se for necessário. “Há possibilidade de uso de R$ 325 bilhões de lucro cambial do BC, se houver necessidade, usaremos novamente. Governo tem forte compromisso com agenda fiscal”, disse.

Segundo o secretário, o mercado tem confiança no processo de consolidação fiscal e de que o Brasil vai voltar aos trilhos em 2021.

Ele reforçou que a consolidação das contas públicas mantém inflação e os juros baixos, aumentando investimentos, emprego e renda. “Se governo gastar mais como alguns querem, economia irá piorar.”

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel