Brasil

“Se não tem picadeiro, não tem palhaço”, diz Kalil após ataque de Eduardo Bolsonaro

“Se não tem picadeiro, não tem palhaço”, diz Kalil após ataque de Eduardo Bolsonaro

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), rebateu as críticas do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que o chamou de “projeto de ditador”, durante o programa Em Foco, da Globo News. “Se não tiver público, não tem picadeiro. Se não tiver picadeiro, não tem palhaço”, disse.

Kalil disse que o comentário do filho do presidente Jair Bolsonaro é “palanque”, pediu respeito e  disse que respeita opiniões contrárias. “Pensar diferente é um direito de todos”, disse.

O prefeito de Belo Horizonte ainda disse que respeita opiniões diferentes, mas que as decisões de combate à pandemia do novo coronavírus devem ser para preservar vidas.  “Pensar diferente é um direito de todos. Tem gente que quer proteger a vida. Tem gente que tem empatia. Tem gente que tem sentimento. Tem gente que sabe o que é morrer um parente, o que é morrer um pai e uma mãe. Tem gente que pensa diferente”, disse.

Veja também

+ Receita simples de bolo Red Velvet
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS