Brasil

‘Se há rusga, comandante tem que intervir’, diz Mourão sobre Salles e Ramos

Crédito: Brazilian Vice-Presidency/AFP

Vice-presidente Hamilton Mourão (Crédito: Brazilian Vice-Presidency/AFP)

Após a tentativa de pacificação entre os ministros Ricardo Salles, do Meio Ambiente, e Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, o vice-presidente Hamilton Mourão sinalizou uma intervenção do presidente Jair Bolsonaro para resolver o assunto. “Os ministros são o ‘Estado-Maior’ do presidente. Se está havendo alguma rusga entre membros do ‘Estado-Maior’, o comandante tem que intervir e dizer: gente, vamos baixar a bolinha aí, se acalmar e vamos respeitar-se”, afirmou Mourão ao chegar no Palácio do Planalto nesta segunda-feira, 26.

O embate entre os dois ministros foi tornado público na semana passada após o chefe do Meio Ambiente se referir ao general como “Maria Fofoca”. O impasse envolve uma suposta articulação do ministro palaciano para tirar Salles do governo. No domingo, 25, Salles pediu “desculpas pelo excesso”, enquanto Ramos disse que “uma boa conversa apazigua as diferenças”.

O vice-presidente afirmou ainda nesta segunda que divergências são normais. Ele cobrou, no entanto, que esses impasses sejam tratamentos internamente, e não para o público. “Quando for discutir determinados assuntos, tem que discutir intramuros, e não por fora”, disse Mourão. Na última sexta-feira, 23, o vice-presidente classificou a atitude de Salles, de chamar Ramos de “Maria Fofoca”, como “péssima”.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel