Esportes

Scheidt melhora mais e busca vaga na medal race da Copa do Mundo de Vela em Miami

Novato na classe 49er, depois de brilhar na Star e na Laser, Robert Scheidt segue em seu processo de evolução. Nesta quinta-feira, no terceiro dia de competições da etapa de Miami da Copa do Mundo de Vela, nos Estados Unidos, ele e o proeiro Gabriel Borges saltaram da 18.ª para a 16.ª posição na classificação geral. Nesta sexta, o bicampeão olímpico volta ao mar para mais três regatas e vai em busca de um lugar na “medal race”, no sábado, com as 10 duplas mais bem posicionadas.

Nas disputas desta quinta-feira, voltou a velejar bem e conseguiu terminar em 6.º, 18.º e 9.º lugares. Curiosamente, as posições da dupla brasileira repetiram os resultados das três regatas na última terça-feira e agora Robert Scheidt e Gabriel Borges ocupam a 16.ª posição, com 103 pontos perdidos, considerando um descarte. A liderança continua com os britânicos Dylan Fletcher-Scott e Stuart Bithell, com 14. No total, a classe 49er conta com 26 barcos na disputa de 12 regatas em Miami, mais a medal race.

Robert Scheidt segue cada dia mais satisfeito com a evolução do desempenho na classe 49er. “Velejamos bem novamente e perceber que estamos ganhando mais entrosamento e desenvolvendo melhor a velejada é muito gratificante. Mas sabemos que este é o primeiro passo de uma longa caminhada e seguimos tranquilos dentro do nosso objetivo, que é ganhar experiência. Porém, estamos na briga e vamos lutar pela medal race até as últimas forças”, afirmou.

A etapa de Miami da Copa do Mundo é a primeira grande competição do ano, mas a temporada de 2017 começou há duas semanas para Robert Scheidt e seu novo parceiro. A dupla disputou a Miami Mid Winters e terminou em 11.º lugar na disputa que envolveu 17 barcos. Após a World Cup, a dupla pretende participar da Copa Brasil, em Porto Alegre e, a partir de abril, investir mais tempo em treinamento, desta vez na Europa.