Esportes

Scaloni exalta peso decisivo de duelo para Argentina: ‘É um jogo importantíssimo’

O técnico da seleção argentina, Lionel Scaloni, reconheceu nesta terça-feira que o confronto diante do Paraguai, no Mineirão, em Belo Horizonte, às 21h30 desta quarta, tem caráter decisivo para a sua equipe. Embora a classificação às quartas de final possa ser garantida ainda no domingo, contra o Catar, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, o treinador sabe que o seu time precisa começar a reagir na capital mineira nesta segunda rodada do Grupo B da competição.

“Gostaríamos de ter arrancado de outra maneira. Eles (jogadores) têm claro, porém, que há chances de continuar (na competição). A Copa para nós não começou, e amanhã (nesta quarta-feira) faremos um jogo importantíssimo”, ressaltou Scaloni, em entrevista coletiva no Mineirão.

Diferentemente do que fez antes da estreia, o treinador não quis confirmar a formação titular que mandará a campo contra o Paraguai, mas fará até quatro mudanças. O meia Di Maria e o atacante Agüero, por exemplo, devem sair para as respectivas entradas de Rodrigo De Paul e Lautaro Martínez. “Não há dúvidas, temos claro como vamos jogar, mas temos de esperar questões físicas de alguns jogadores para definir o time”, despistou.

E Scaloni não se ilude com o fato de que a Argentina nunca foi derrotada pelo Paraguai na Copa América em 24 confrontos entre as duas seleções na história da competição. E o treinador elogiou o trabalho que vem sendo realizado pelo argentino Eduardo Berizzo, atual comandante da equipe nacional paraguaia.

“O Paraguai deixa claro a sua forma jogar, com um treinador que tem de forma claríssima o que quer. Tem jogadores muito rápidos da metade do campo até o ataque, que podem complicar a qualquer adversário”, analisou Scaloni.

O jovem defensor Juan Foyth, de 21 anos, também deu entrevista coletiva pela Argentina nesta terça-feira e revelou parte da conversa que o treinador da seleção e Messi tiveram com o restante dos jogadores depois do treinamento realizado horas mais cedo, na Cidade do Galo. A longa conversa teve um tom sério, com o principal astro do time e o comandante falando bastante com o resto dos atletas.

“Falamos sobre o que podemos melhorar… Não estreamos como queríamos e falando se resolve um monte de coisas”, disse o atleta, confiante de que a Argentina conseguirá reagir de forma positiva nesta quarta. “Sabemos o que temos de fazer, que é ir buscar a vitória, e estamos preparados para isso”, reforçou.