Geral

SC: Polícia vai abrir inquérito para investigar acidente que matou alpinista

Crédito: Reprodução/Redes Sociais

A morte do alpinista Lucas de Zorzi, de 39 anos, no domingo (11), em Urubici (SC), será investigada pela Polícia Civil. Segundo testemunhas, o esportista morreu depois que uma pedra deslizou do paredão e o atingiu no momento em que ele e um amigo faziam uma escalada.


Conforme a Polícia Civil, o amigo de Zorzi e os socorristas que participaram do resgate serão ouvidos. “A gente, de praxe, conforme orientação da nossa Corregedoria, instaura um inquérito nos casos de morte violenta. [Para] tentar entender o que aconteceu e encaminhar para o Ministério Público, titular da ação penal, para fazer o arquivamento, provavelmente, porque não teve indício de crime”, explicou o delegado Édipo Heilt ao G1.

A pedra que deslizou do paredão atingiu a cabeça de Zorzi, que ficou inconsciente. O amigo que estava com ele não conseguiu se mover do paredão e também precisou ser resgatado. O socorro demorou seis horas e foi feito por policiais militares com a ajuda do helicóptero Águia.

A região do resgate era de difícil acesso e os socorristas precisaram descer do helicóptero por meio de uma corda. Lucas foi o primeiro resgatado e foi encaminhado ao Hospital Nossa Senhora do Prazeres, mas sem sinais vitais. Em seguida, a aeronave retornou ao local e socorreu o segundo alpinista.