Geral

SC: Alpinista morre e outro fica preso em paredão de Cânion Espraiado

Crédito: Reprodução/Redes Sociais

Neste domingo (11), de acordo com o G1, um alpinista morreu e outro ficou preso a uma altura de 200 metros após uma pedra deslizar do Cânion Espraiado, em Urubici, na Serra de Santa Catarina.

Lucas de Zorzi, de 39 anos, foi atingido na cabeça, ficou inconsciente e morreu durante o percurso que fazia de rapel. O homem que estava com ele não conseguiu se mover do paredão e também precisou ser resgatado. O socorro demorou seis horas e foi feito por policiais militares com a ajuda do helicóptero Águia.

De acordo com o sobrevivente, a pedra deslizou no momento em que ele e o empresário subiam o cânion, por volta das 10h. Após a tragédia,  homem conseguiu sinal no celular e chamou por ajuda.

A região do resgate era de difícil acesso e os socorristas precisaram descer do helicóptero por meio de uma corda. Lucas foi o primeiro resgatado e foi encaminhado ao Hospital Nossa Senhora do Prazeres, mas sem sinais vitais. Em seguida, a aeronave retornou ao local e socorreu o segundo alpinista.

A empresa em que Lucas trabalhava, a Mill Indústria de Serras, emitiu um comunicado sobre a morte de seu diretor. “O falecimento prematuro interrompe tragicamente uma trajetória marcada pelo espírito aventureiro, por vitórias e conquistas, deixando um grande legado de empreendedorismo e dedicação que servirão de exemplo para as futuras gerações”, dizia o documento.