Esportes

Saransk é a cidade-sede mais controversa da Copa

MOSCOU, 13 JUN (ANSA) – Localizada a 500 quilômetros da capital da Rússia, Moscou, a cidade de Saransk é uma das mais controversas sedes da Copa do Mundo.   

Esse município de cerca de 290 mil habitantes é a capital da República da Mordóvia e causou polêmica ao ser escolhida para receber o Mundial devido à sua pouca identificação com o futebol.   

O principal clube da cidade, por exemplo, o Mordovia Saransk, disputa a terceira divisão, e seu maior público na temporada foi de 1,5 mil pessoas. Portanto, colocar Saransk como cidade anfitriã da Copa, ao invés de outras mais famosas, como Krasnodar, permanece um mistério para muitos russos.   

Longe das controvérsias, visitar Saransk é uma grande oportunidade de conhecer a cultura étnica dos habitantes da Mordóvia, que compõem cerca de 40% da população da região.   

Os séculos de união entre a Rússia e a Mordóvia são celebrados através de um monumento no centro de Saransk, chamado “Para sempre com a Rússia”, e pela praça do Milênio, dedicada aos mil anos de convivência entre os grupos étnicos da região.   

A cidade se caracteriza também por suas modernas fontes de água e diversas igrejas ortodoxas. A Arena Mordóvia será o palco de quatro partidas da Copa do Mundo, todas da fase de grupos. O estádio possui capacidade para 45 mil pessoas. (ANSA)