Esportes

São Paulo tenta dar paz a Diniz contra rival que provocou última troca de técnico

Derrota para o Goiás no segundo turno do Brasileirão do ano passado encerrou a passagem de Cuca pelo Morumbi e abriu caminho para a chegada de Diniz, hoje pressionado

São Paulo tenta dar paz a Diniz contra rival que provocou última troca de técnico

mas é defendido internamente - FOTO: Rubens Chiri/saopaulofc.net

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Dirigentes e jogadores do São Paulo defenderam o trabalho de Fernando Diniz após a eliminação do clube nas quartas de final do Campeonato Paulista, para o Mirassol, mas só bons resultados no início do Brasileirão poderão minimizar a pressão sofrida pelo treinador. Curiosamente, o rival da estreia motivou a última troca no comando do Tricolor.

Há pouco mais de dez meses, em 25 de setembro de 2019, o Goiás bateu o São Paulo por 1 a 0 pelo segundo turno do Brasileirão e motivou Cuca a pedir demissão. Diniz foi contratado com 17 rodadas a serem disputadas e a missão de levar a equipe para a fase de grupos da Copa Libertadores. Com o sexto lugar, o mesmo de quando ele chegou, o São Paulo acabou atingindo o objetivo graças a Flamengo (campeão da Libertadores) e Athletico-PR (campeão da Copa do Brasil), que ficaram entre os primeiros e fizeram o G4 virar G6.

Apesar da desconfiança da torcida, Diniz recebia inúmeros elogios dos jogadores e foi mantido no clube para 2020, temporada que começou com boas atuações e caminhou bem até a paralisação das competições devido à pandemia. Visto por muitos como favorito ao título estadual, o time reiniciou mal a competição e caiu antes mesmo de precisar encarar os clássicos.

O técnico soma 30 jogos no comando do clube, com 14 vitórias, sete empates e nove derrotas (54,4% de aproveitamento). Ele é o 16º profissional a dirigir o time depois da conquista do último título, a Sul-Americana de 2012. Na época, o comandante era Ney Franco, que hoje está justamente no Goiás.

Depois de Ney, o São Paulo teve Paulo Autuori, Muricy Ramalho, Juan Carlos Osorio, Doriva, Edgardo Bauza, Ricardo Gomes, Rogério Ceni, Dorival Júnior, Diego Aguirre, André Jardine, Cuca e Fernando Diniz, além de passagens interinas de Milton Cruz, Pintado, André Jardine e Vagner Mancini.

Veja também

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea