Edição nº2534 13/07 Ver edições anteriores

São Paulo tem camisa com faixa no peito e patrocinadores recebem elogios dos tricolores

JUcilei (esq), Nenê e Diego Souza mostram a nova camisa com a faixa no peito (Crédito:Divulgação)

A julgar pelas reações na hashtag #faixanopeito, a nova fornecedores de material esportivo do São Paulo e o banco patrocinador tomaram uma decisão acertada. Desde maio, quando o clube anunciou a parceria com a Adidas, torcedores tricolores iniciaram uma campanha para que a faixa em vermelho, branco e preto, com o escudo centralizado, fosse colocada na altura do peito da nova camisa. A multinacional alemã procurou então os executivos do Banco Inter, patrocinador master da equipe, e colocou a ideia de atender à reivindicação vinda das mídias sociais. A ideia foi aprovada.

O novo uniforme apresentado nesta quinta-feira no estádio do Morumbi provocou reação positiva. “Eta patrocinador dos bão”, “Esse Banco Inter é um patrocinadorzão da porra”, “Faixas no peito é muito Loka outro nível, foi nós que pedimos” são alguns comentários postados por são paulinos assim que as fotos das camisa 1 e 2 apareceram na internet. Na maioria, os comentário barraram no simples “Obrigado”.

Documento supostamente oficial mostrando que o Banco Inter concordava em coloca seu logo abaixo da faixa

A jogada de marketing teve lances de produção cuidadosa. Foram escolhidos 15 tricolores que escreveram na hashtag para receberem um convite: ir até o Morumbi para uma visita. Ao chegarem no estádio, eles foram levados ao gramado e deram de cara com o ídolo Kaká, embaixador do São Paulo e da Adidas. Eles foram os primeiros a vestirem o novo manto tricolor. Depois foi a vez do time todo aparecer com os dois novos uniformes. O ex-atacante Aloisio Chulapa também participou do evento .

Reação dos tricolores na hastag #faixanopeito


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.