Geral

São Paulo registra 40 semáforos apagados e 107 árvores caídas após chuva

Crédito: Melissa Haidar/Fotos Públicas

Bairros das zonas norte e oeste de São Paulo amanheceram sem energia elétrica, mais de 12 horas após o temporal que caiu sobre a cidade nesta quinta, 21. Parte desse apagão foi causado por algumas das 107 árvores caídas, que atingiram fiações elétricas. Nos bairros de Pinheiros, Perdizes, Lapa e Butantã, na zona oeste, e na Freguesia do Ó, na zona norte, cerca de 40 semáforos começaram o dia sem funcionar – segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o número representa cerca de 0,7% dos semáforos da cidade.

Um dos locais que ficou sem luz foi o prédio da Polícia Federal, na Lapa. Todos os serviços foram suspensos na manhã desta sexta, e e a repartição teve que usar um gerador para que os funcionários pudessem trabalhar. Segundo a assessoria de imprensa da PF, não houve previsão de retorno do fornecimento de energia elétrica. Não há confirmação também se o expediente será encerrado caso o prédio permaneça sem luz durante o resto do dia.

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) também ficou no escuro. O prédio fica na Vila Leopoldina, na zona oeste da capital, e está sem energia desde o fim da tarde de quinta-feira. Apesar disso, o estabelecimento está aberto ao público e alguns setores que possuem geradores de energia funcionam normalmente. Também não há previsão de quando o fornecimento será reestabelecido.

A tempestade matou pelo menos duas pessoas, ambas no bairro da Lapa, zona oeste. Uma delas se afogou devido ao alagamento de uma passagem subterrânea embaixo da linha 7-Rubi da CPTM. A outra pessoa morreu por eletrocutada, após ser atingidas por fios caídos.

O temporal veio depois de um dia em que a temperatura atingiu 34ºC em diversos pontos da cidade. O volume de chuva foi mais alto na zona oeste, que registrou uma média de 24,4 mm e granizo. No bairro do Butantã, a precipitação foi de 46,8 mm, mais de 30% da média para o mês de outubro – conferida no site Climatempo. Também foram registradas rajadas de vento de até 66,7 km/h.