Geral

São Paulo prorroga vacinação contra a gripe até 30 de junho

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo anunciou neste sábado, 6, a prorrogação da vacinação contra a gripe até o dia 30 de junho. Iniciada em 23 de março, a campanha tem como objetivo alcançar pelo menos 90% dos públicos prioritários. A vacina não imuniza contra o novo coronavírus, mas é fundamental para reduzir o número de pessoas com sintomas respiratórios.

De acordo com os dados da Secretaria, a adesão está abaixo de 50% entre mães, crianças menores de 6 anos e adultos com idade de 55 a 59 anos. Até o momento, foram aplicadas doses em 1,3 milhão de crianças (44% do grupo), 186,3 mil gestantes (41%) e 36,2 mil puérperas (48%). O grupo com idade entre 55 e 59 anos chega a apenas 36%, com 743,3 mil imunizados.

“A vacinação é fundamental, especialmente neste momento da pandemia de covid-19, pois ajuda a evitar doenças respiratórias causadas por gripes e resfriados que são mais frequentes nesta época do ano”, explica Núbia Araújo, diretora de Imunização da Secretaria.

Embora o prazo inicial para estes grupos se encerasse na última sexta-feira, 5, as doses ainda serão oferecidas a quem comparecer aos postos. “Além de proteger a população contra a Influenza, precisamos minimizar o impacto sobre os serviços de saúde em meio a pandemia de covid-19, já que os sintomas destas doenças são semelhantes”, diz o Secretario de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Após se aposentar da Globo, Sérgio Chapelin aparece com novo visual; veja
+ Nick Cordero morre aos 41 anos, vítima de complicações da Covid-19
+ Hamilton bateu de novo em Albon; veja memes da F1
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior

Tópicos

gripe vacinação