Esportes

São Paulo perde nos pênaltis e está eliminado da Sul-americana

O São Paulo acabou eliminado na segunda fase da Copa Sul-americana, nesta quinta-feira, depois de vencer o Colón por 1 a 0 no tempo regulamentar e perder na disputa por pênaltis (5-3).

Liziero fez o gol que garantiu o triunfo brasileiro nos 90 minutos, mas Bruno Alves desperdiçou a única cobrança da disputa da marca da cal e decretou a eliminação do tricolor paulista.

Nas oitavas de final, o Colón encara o Junior Barraquilla. O time colombiano despachou o Lanús nos pênaltis para se garantir na próxima fase da competição e vai ter pela frente mais um time argentino.

Já o São Paulo tem apenas o Campeonato Brasileiro para o restante da temporada. O time do uruguaio Diego Aguirre lidera a competição nacional e busca voltar a levantar o caneco após 10 anos.

O São Paulo entrou no jogo buscando igualar a eliminatória logo de início. A torcida argentina era calorosa, mas o tricolor paulista não se abalou e teve as melhores jogadas de ataque, principalmente em jogadas de bola parada.

Numa delas, aos 19 minutos, Nenê bateu com categoria e acertou uma bomba no travessão de Burrián. O arqueiro só olhou e torceu para a bola não entrar. Mas a tentativa do principal jogador da equipe no primeiro tempo foi a única de real perigo.

O São Paulo tinha dificuldades de criar jogadas, enquanto o Colón se limitava a defender e buscar uma jogada de contra-ataque. Mas os anfitriões não chegaram a encaixar nenhum com muita clareza.

– Liziero se destaca –

Na volta do intervalo, o São Paulo só conseguiu criar a primeira jogada ofensiva aos 13 minutos. Everton fez o pivô para Nenê, que bateu fraco no meio do gol para a defesa. No lance seguinte, Jean precisou salvar o time paulista em chute cruzado de Heredia, aos 14.

Aos 22 minutos, o São Paulo teve sua melhor chance no jogo e iniciou uma pressão. Everton aproveitou bobeada da zaga e tentou dar um toque por cobertura de costas para o gol, mas Godoy se recuperou e tirou em cima da linha.

Quatro minutos depois, embalado pela pressão, o Tricolor conseguiu furar o bloqueio com Liziero acertando um canudo de fora da área, depois da zaga cortar cobrança de escanteio de Nenê pelo lado direito.

O autor do gol sentiu dores aos 36 minutos, mas permaneceu em campo no sacrifício porque Aguirre já tinha feito as três alterações. O São Paulo partiu pra cima para evitar a disputa por pênaltis, chegando com perigo aos 43 em chute de Nenê.

A partida acabou indo para a disputa por penalidades, onde o time argentino converteu todas as cinco cobranças e viu Bruno Alves desperdiçar a quarta batida para o São Paulo. No lance, o goleiro caiu para o lado esquerdo e esticou o pé para pegar o chute do zagueiro no meio do gol.

fa