Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

O empate por 1 a 1 com o Sporting Cristal, no Peru, na noite de quinta-feira, pode não ter sido o resultado desejado pelo time para a estreia na Copa Libertadores, mas os jogadores avaliaram que a postura exibida no segundo tempo do duelo pode servir como referência para uma recuperação na temporada, especialmente no Campeonato Paulista.

Na noite de quinta, em Lima, o Santos teve desempenho irregular no primeiro tempo e viu o adversário abrir o placar. Na etapa final, porém, o time conseguiu arrancar a igualdade com o gol marcado por Thiago Maia, após uma bela jogada de Lucas Lima, e depois conseguiu sustentar o placar graças ao goleiro Vladimir, que fez três grandes defesas nos minutos finais. E ele exaltou o espírito de luta do time.

“Temos que ter cautela, sair daqui (Peru) com os pés no chão, mantendo a humildade. Tem muita coisa para ser corrigida. Mas temos que manter o espírito do segundo tempo, quando a equipe demonstrou dentro de campo que queria mudar o quadro de situação negativa, pois fomos para o intervalo perdendo o jogo. Temos que voltar para o Brasil e levar este espírito para o decorrer do ano. É um ano muito promissor, temos muita coisa para fazer, para mostrar dentro da competição. Com certeza essa estreia foi válida, estão todos de parabéns”, disse.

Após a estreia na Libertadores, o Santos volta suas atenções para o Campeonato Paulista e vai tentar sair de uma situação complicada, pois está fora da zona de classificação às quartas de final, pois ocupa somente o terceiro lugar no Grupo C, com dez pontos, atrás da Ponte Preta, com 14, e do Mirassol, com 13. No próximo domingo, o time visitará o São Bernardo, no Primeiro de Maio, pela oitava rodada da primeira fase.

“Voltamos a ser aquele time de raça. Acredito que este é o caminho. Estamos sendo muito criticados pela campanha do Paulista, mas agora, também com a Libertadores, vamos em busca das vitórias e dos títulos nas duas competições”, afirmou o volante Thiago Maia.