Esportes

Santos sai na frente, mas vê Bragantino empatar nos acréscimos na estreia do Brasileirão

Com gol aos 48 minutos do segundo tempo, Massa Bruta igualou o confronto em 1 a 1, na Vila Belmiro; Marinho marcou para o Peixe

Santos sai na frente, mas vê Bragantino empatar nos acréscimos na estreia do Brasileirão

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O Santos quase sentiu o gosto da vitória na estreia do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (05), na Vila Belmiro, Peixe e Red Bull Bragantino empataram em 1 a1, na Vila Belmiro, pela primeira rodada da competição nacional.

Após abrir o marcador aos 25 minutos do primeiro tempo, com um chute de fora da área de Marinho, o Alvinegro Praiano viu o Massa Bruta empatar aos 48 minutos do segundo tempo, em chute de fora da área de Claudinho.

FATOR CUCA

Embora tenha repetido a escalação da última partida, quando o Santos ainda era treinado por Jesualdo Ferreira, foi visível algumas mudanças da postura do time santista. Carlos Sánchez teve mais liberdade pelo meio-campo, com Diego Pituca ajudando na recomposição do time pelo lado esquerdo, chegando em algumas ocasiões fechar como o quarto homem do sistema defensivo, pela lateral-esquerda, com Felipe Jonatan, responsável pelo setor, tendo maior liberdade ofensiva.

Outra mudança foi o posicionamento da dupla de laterais na saída de bola. Enquanto a linha de quatro jogadores da defesa de Jesualdo era bem definida, a de Cuca teve Pará e Felipe Jonatan à frente dos dois zagueiros, cada um em sua extremidade.

Kaio Jorge foi outro atleta que viu o seu estilo de jogo se enquadrar ao esquema do novo técnico. Como centroavante, “conversou” bastante com Carlos Sánchez e os pontas, Soteldo e Marinho. Não ficar preso na área fez bem ao atleta que, inclusive, sofreu um pênalti, perdido por Carlos Sánchez, aos 19 minutos do primeiro tempo.

SOLUÇÕES JÁ CONHECIDAS

Ainda que com um time mais móvel, o Peixe segue dependente de Soteldo. Faltou criatividade no meio-campo, ainda que com Sánchez “mais ligado”, e o venezuelano foi o refugo em muitos momentos, utilizando da sua velocidade e poder de drible pelo lado esquerdo.

Mas foi outra receita caseira que deu ao Santos , o primeiro gol. Aos 25 minutos do segundo tempo, Marinho recebeu uma bola pelo lado direito e com espaço abriu para dentro e com um chute de fora da área inaugurou o placar, contando com a ajuda do goleiro Cleiton, do Red Bull Bragantino, que aceitou.

Foi o quarto gol de Marinho na temporada, o que faz dele o artilheiro do time em 2020.

SORTE DO BRAGA NO EMPATE

Aos 48 minutos do segundo tempo, o meia Claudinho, que tinha saído do banco de reservas cerca de 10 minutos antes, teve grande felicidade após cobrança de escanteio afastada pela zaga santista. O camisa 10 do Massa Bruta acertou um bom chute de primeira no canto direito de Vladimir.

BOA ATUAÇÃO DE VLADIMIR

Não teve culpa no gol do Bragantino, e fez pelo menos quatro boas defesas no jogo, sendo uma no início do primeiro tempo e outra no começo do segundo. Vinha sendo bastante criticado desde que assumiu a titularidade, após Éverson acionar o Santos judicialmente e neste domingo (05) deu conta do recado.

PITUCA TEVE ATUAÇÃO APAGADA

Disperso e pouco participativo, o meia santista pareceu perdido em diversos momentos do jogo, demorando para tomar as decisões finais das suas jogadas, perdeu bolas bobas e foi muito pouco participativo em campo.

SANTOS X RED BULL BRAGANTINO

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data/hora: 09/08/2020, 16h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Felipe Alan da Costa Ribeiro (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
Árbitro de vídeo: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Público/renda: Sem público
Cartões amarelos:

GOLS: Marinho 25’/2T (1-0)

SANTOS: Vladimir, Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Marinho (Jean Mota 35’/2T), Kaio Jorge (Uribe 26’/2T) e Soteldo. Técnico: Cuca.

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Fabrício Bruno e Edimar; Matheus Jesus e Ryller (Claudinho 35’/2T); Arthur, Weverson e Morato (Bruno Tubarão 35’/2T); Alerrandro (Ytalo 29’/2T). Felipe Conceição.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea