Esportes

Saída de Messi ‘seria grande perda para o prestígio do Espanhol’, diz Modric

O meia croata Luka Modric (34 anos), que em julho conquistou seu segundo campeonato espanhol pelo Real Madrid, disse em entrevista à AFP que a saída de Lionel Messi do Barcelona “seria uma grande perda para o prestígio do Camponato Espanhol (LaLiga), mas devemos olhar para frente.”

Eleito o melhor do mundo em 2018, o jogador publicou sua autobiografia intitulada “Meu jogo” em 20 de agosto e conversou com a AFP sobre a possível saída da estrela argentina do Barça, mas também sobre sua relação com Zinédine Zidane e Eden Hazard e sobre a conquista do Campeonato Espanhol.

Pergunta: Você é o único, junto com Cristiano Ronaldo, a derrotar Lionel Messi na corrida pela Bola de Ouro desde 2008. O que a idade dele para outro campeonato significaria para você?

Resposta: “Seria uma grande perda para o prestígio da LaLiga. Mas você não pode ficar pensando no passado. É futebol e pronto. Devemos olhar para frente. Outros jogadores se tornarão estrelas em seu lugar. Quando Cristiano (Ronaldo) saiu, foi semelhante, a vida continuou sem ele no Real Madrid. Será a mesma coisa no Barcelona e na LaLiga sem Messi”.

P: Você se lembra do seu primeiro encontro com Zinédine Zidane, em 2016, que para você é um dos pontos de virada da sua carreira?


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

R: “Lembro-me de palavra por palavra. Ele me disse: ‘Vejo você como um jogador capaz de ganhar a Bola de Ouro’. Nunca pensei em ganhar a Bola de Ouro um dia, mas quando alguém como ‘Zizou’ diz isso, você se sente muito confiante. Sempre tivemos uma excelente relação. Espero que ele permaneça no Real Madrid por muitos anos.”

P: Por que Zidane está se saindo tão bem no Real Madrid?

R: “Ele entende os jogadores perfeitamente. É um dos melhores treinadores, com certeza. O que conquistamos é inimaginável e ainda há pessoas que dizem que é sorte e não lhe dão o reconhecimento que ele merece. Mas ei, ele não precisa disso. Seus resultados falam por ele.”

P: Nesta temporada, o Real Madrid reconquistou a Liga com base em pilares históricos (Modric, Casemiro, Sergio Ramos, Karim Benzema …). O Real Madrid precisa de sangue novo para se manter no topo?

R: “Não temos uma equipe jovem, é verdade, mas temos uma equipe experiente. Temos jogadores jovens que vão melhorar. Temos bastante qualidade. Mostramos isso nesta temporada no Campeonato Espanhol e sabemos que o podemos fazer de novo. Depois do intervalo voltamos muito motivados. Trabalhamos muito, acho que fomos a melhor equipe da LaLiga fisicamente e é por isso que a vencemos. Sentimos falta do futebol e também do fato de ganhar jogos. É o meu segundo título do Espanhol e quero ganhar mais.”

P: Em breve você fará 35 anos (em 9 de setembro), como tem vivido essa temporada individualmente?

R: “Tive duas lesões que me deixaram um pouco de lado nesta temporada e outros jogadores aproveitaram a oportunidade durante esse tempo … Não foi fácil para mim, mas talvez agora ‘Zizou’ veja as coisas de forma diferente, porque eu nunca desisti e no final voltei a jogar. Agora me sinto bem, em forma e motivado.”

P: Em seu livro “Meu jogo” você escreve que Zidane pediu que você assumisse ainda mais seu papel de líder. É por isso que ofereceu o seu apoio a Eden Hazard, que viveu um primeiro período difícil no Real Madrid como você?

R: “Eden (Hazard) é um cara ótimo e um jogador especial. Mas ele jogou com dor e quando você está em campo as pessoas sempre esperam o melhor de você. Eles não se importam se você tem pequenos problemas. Então eu fui conversar com ele e eu disse: ‘Eden, talvez você não precise jogar agora e se recuperar porque na próxima temporada precisamos de você no seu melhor nível. Esta é uma temporada em que você está descobrindo tudo, mas na próxima temporada você precisa estar 100% porque senão, vai ser difícil.’ Espero que ele volte recuperado de seus problemas. Precisamos dele.”

P: Você dividiu o vestiário com Gareth Bale por onze anos (quatro no Tottenham e sete no Real Madrid). O que acontece com o galês?

R: “Gareth é um grande, grande jogador. Mas a situação dele não é fácil. Ele sempre tem o meu apoio, mas ele precisa decidir o que é melhor para ele e o que ele quer fazer agora com sua carreira. Não tem sido uma temporada fácil para ele. Agora, talvez ele precise voltar ao seu melhor. Talvez lutar ou … Vamos ver o que acontece com ele.’

P: O que você acha do cancelamento do prêmio Bola de Ouro 2020, que parecia destinado a Robert Lewandowski?

R: “Tenho pena dele, de todos os jogadores que tiveram uma temporada incrível, mas que não terão a oportunidade de ganhar este prêmio. Terão de esperar. Há jogadores que fizeram excelentes temporadas mas nunca tiveram esta oportunidade. É o que me deixa ainda mais orgulhoso, é uma sensação indescritível.”

ta-pve/gh/psr/lca

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica

Tópicos

CRO ESP fbl