Saúde da mulher

Saiba tudo sobre as águas dermatológicas e os ‘milagres’ que elas fazem na sua pele

Crédito: Pexels

Se você é do tipo que gosta de skincare e está por dentro das novidades da área, provavelmente já ouviu falar das águas dermatológicas. Primas das águas termais, elas têm propriedades que vão além de repor minerais da pele, podendo tratar problemas específicos do rosto de cada uma.

Confira os benefícios dos cosméticos personalizados para a sua pele

Conheça a dieta que, além de ajudar a emagrecer, é grande aliada no tratamento do transtorno bipolar

Para explicar tudo o que você precisa saber sobre as águas dermatológicas, conversamos com Joyce Rodrigues, farmacêutica bioquímica especialista em cosmetologia e presidente da Mezzo Dermocosméticos.

A profissional começa explicando detalhadamente qual a proposta do produto. “Elas são responsáveis por representar fórmulas mais completas, tratando diversas condições inestéticas de acordo com os ativos em sua formulação. Podemos ter uma com função antioxidante, de fotoenvelhecimento, com vitamina C, vitamina E, niacinamida ou com ativos de redução de poros, e assim elas agem tratando uma condição inestética”, começa.

Assim como as águas termais, existem alguns tipos de águas dermatológicas diferentes no mercado e, por isso, é preciso ter em mente o efeito que você deseja, assim como o que quer tratar.

“É possível encontrar ações abrangentes de acordo com os ativos inseridos nas fórmulas. Por exemplo, efeito mate, antiglicante (que combate a flacidez da pele), antifadiga, redução de poros, antioxidantes, hidratação e luminosidade”, explica Joyce.

“A niacinamida na formulação de águas dermatológicas pode trazer ação secativa na acne, auxilia na redução da hiperpigmentação pós-acne e na proteção contra poluição digital, já a vitamina E é um poderoso antioxidante que previne contra o envelhecimento cutâneo.”

Durante o inverno, as águas dermatológicas são grandes aliadas na hora de combater o ressecamento da pele causado pelo clima. “Elas atuam reduzindo a perda de vitalidade da pele, conferindo efeito calmante, luminosidade e hidratação por meio de um veículo leve e de boa absorção em todos os tipos de pele”, completa a farmacêutica. 

Para incluir esse produto no seu dia a dia é simples: se você possui pele oleosa, escolha uma água dermatológica com efeito matte; se acabou de realizar um procedimento ou tem muita sensibilidade, opte por alguma com ativos calmantes; ou, se quiser luminosidade e glow, escolha uma água com potência hidratante, indica a profissional.

“Uma dica superimportante é para quem possui melasma. A água dermatológica é um curinga, com ações antioxidantes e antiinflamatórias, além de atuar no resfriamento da pele, uma vez que a exposição ao aquecimento pode desencadear um processo de hiperpigmentação”, afirma.

Ela ressalta que a água dermatológica pode ser usada em qualquer tipo de pele e por pessoas de qualquer idade. 



Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago